close

"Estou bem", diz comerciante esfaqueado em briga de trânsito; Ouça!

Marcos de Paula 10/07/2018 19:35

Poucas horas depois de ouvir o auxiliar de cozinha de 18 anos que tentou matar o comerciante Diego Junior Silveira Cardoso, 29, na última semana e se apresentou com um advogado, o delegado Marcio Murari da Delegacia de Investigações de Investigações Gerais (DIG), também conversou com a vítima.

Na sede da especializada, Diego disse que não teria fechado o motociclista, pelo menos ele não teria percebido. O comerciante que teve o carro atingido por um chute durante a discussão, desceu do veículo e entrou em luta corporal com o autor das facadas.

Diego mostra os ferimentos causados pelos golpes de faca

Após ser golpeado 2 vezes na região do pulmão esquerdo, o próprio empresário entrou no carro e se deslocou até o Hospital Unimed. No dia dos fatos a esposa e os dois filhos de Diego Junior estavam no carro e viram tudo.

A vítima ficou internada quase uma semana, sendo que dois dias permaneceu no Centro de Terapia Intensiva (CTI). Já se recuperando em casa com a família, Diego concedeu entrevista exclusiva ao repórter Marcos de Paula, e falou sobre o caso; ouça!

O auxiliar de cozinha que mora no Jardim Paraty, disse que agiu em legítima defesa e foi indiciado por tentativa de homicídio. Ele havia sido identificado pelos investigadores Fabrício Silveira e Cintra dois dias após o crime. O delegado disse que o réu confesso vai responder em liberdade. “Estamos esperando testemunhas que viram o fato para concluirmos o inquérito”, disse.


Podcasts
13/11/2018
Adolescente fala da mãe assassinada após ataque em Frutal
13/11/2018
"Está insuportável", diz padre que deseja cercar a Catedral
13/11/2018
Instituto Pró-Criança define calendário de cursos para 2019
13/11/2018
Sesi Franca garante vaga nas semifinais do estadual Sub-19
12/11/2018
Idosas de Franca conquistam título no vôlei adaptado