close

Após dar a luz, jovem morre na Santa Casa vítima de infecção; Ouça!

Marcos de Paula 25/11/2018 15:28

A alegria de ser mãe pela terceira vez, terminou de forma trágica para uma jovem de 22 anos no último dia 22. Mayume Aparecida Reis Souza, que morava no residencial Meirelles, morreu vítima de complicações pós-parto na Santa Casa de Franca.

De acordo com a mãe de Mayume, ela fez a internação da filha no dia 14. No dia seguinte, no período da tarde, nasce Ana Luiza Reis Souza. No sábado dia 17, mãe e filha tiveram alta médica.

Ouça a entrevista 

Mayume Reis, segundo a mãe, passou a sentir fortes dores no abdômen já no domingo. A situação foi ficando crítica e na segunda-feira (19), ela foi internada as pressas na Santa Casa de Franca (SP), onde foi submetida a um procedimento cirúrgico depois de passar por uma bateria de exames, segundo versão da mãe, a dona de casa Ruth Aparecida dos Reis Leme.

A informação passada pelo hospital, apontou que Mayume foi vítima de infecção puerperal. Ela permaneceu internada até a madrugada do dia 22 onde não resistiu as complicações.

A infecção puerperal é aquela que afeta o aparelho genital feminino no período pós-parto. Estima-se que entre 1% a 7,2% das gestantes apresentam esta afecção nesse período, sendo no Brasil, uma das principais causas de morte materna.

Atestado de óbito aponta infecção

A jovem que deixou além da filha recém nascida, outros dois filhos, de 2 e 4 anos, foi velada e sepultada na última sexta-feira (23), no cemitério Santo Agostinho. A família disse que vai procurar um advogado e tomar as providencias cabíveis contra a Santa Casa.

A nossa reportagem encaminhou o caso para a assessoria de comunicação do hospital, que em nota informou:

Nota | Santa Casa de Franca

"A paciente Mayume Aparecida Reis Souza deu entrada no Complexo hospitalar dia 14/11, com contrações intensas - evoluindo para parto cesárea. Retornou ao Pronto Atendimento no dia 19/11 com dores abdominais, com hipótese diagnóstica de infecção puerperal - sendo prontamente abordada cirurgicamente e iniciado todo o tratamento pertinente ao quadro da paciente.

Diante da gravidade do quadro, o organismo da paciente não respondeu ao tratamento, sendo que a mesma evoluiu a óbito".

*Reportagem atualizada em 26/11/2018 às 18h46.


Podcasts
17/05/2019
"Eu peço ajuda" diz pai para salvar a filha de 13 anos das drogas; Ouça!
16/05/2019
Joana D'arc rebate acusações de uso de diploma falso; Ouça!
15/05/2019
PM apreende garoto de 12 anos por tráfico de drogas; Ouça!
15/05/2019
Motociclistas recebem dicas para evitar acidentes no trânsito; Ouça!
14/05/2019
Lançamento da 2ª Nigth Run será amanhã na Unesp Franca; Ouça!