close

Ex-ministro Palocci vai cumprir pena em regime semiaberto

Redação Pop Mundi 29/11/2018 11:29

Tribunal Regional Federal da 4ª Região, de Porto Alegre, concede ao ex ministro Antonio Palocci ganhou o direito a prisão domiciliar. O benefício é decorrente da cooperação com as investigações por delação premiada, feita em abril. Condenado a 12 anos, 2 meses e 20 dias por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Palocci ficou preso em Curitiba desde setembro de 2016.

Pela colaboração, a pena foi reduzida a 9 anos e 10 meses e terá descontado o tempo já cumprido. O ex-ministro não deve deixar a carceragem da Polícia Federal de imediato. Serão necessários embargos de declaração e outros recursos jurídicos para que seja ordenado o cumprimento da nova medida.

Palocci revelou esquemas de propina na campanha de Dilma Rousseff, em 2014, e favorecimento à construtora Odebrecht em contratos com a Petrobras. Além da condenação, é réu em outros dois processos da Lava Jato.


Podcasts
23/05/2019
Mãe de aluna agredida em Pedregulho desabafa
22/05/2019
Voluntários fazem campanha contra exploração sexual
22/05/2019
Vice prefeito usa tribuna e critica projeto de cargos comissionados
22/05/2019
Santa Casa faz campanha para doações de leite materno; Ouça!
22/05/2019
Apae realiza neste sábado 8º Leilão União de Forças