close

Família de jovem internada há 47 dias lança campanha; OUÇA!

Thiago Garcia 03/12/2018 14:53

Há 47 dias internada, a jovem Sabrina Cristina Parizi Xavier segue lutando pela vida na Santa Casa de Franca (SP). Vítima de um acidente de trânsito, a moça de 25 anos está em coma e a família decidiu fazer uma campanha para ajudar nas despesas do tratamento que ela vem recebendo no hospital e também conseguir levá-la para casa.

O movimento “Todos pela Sabrina” visa levantar fundos financeiros através de um site de doações na internet, o Vakinha que tem o objetivo de arrecadar R$ 10 mil. Até o início da tarde desta segunda-feira, a campanha arrecadou pouco mais de R$ 1,6 mil e tem previsão de término para fevereiro de 2019.

Nas redes sociais, amigos e parentes da jovem também estão se mobilizando para colaborar com a família. Os irmãos Malcolm e Paula Parizi estiveram nos estúdios da Rádio Imperador e redação do Pop Mundi e participaram do programa Pop Mania com o apresentador Ádamo Alves e o repórter Thiago Garcia.  

Os irmãos da jovem Sabrina Parizi ao lado do apresentador Ádamo Alves (Foto: Pop Mundi)

Com exclusividade, eles falaram sobre a campanha, o acidente e principalmente sobre a luta da família em prol da recuperação da Sabrina. “É Deus que tem mantido a gente em pé. É uma situação que a gente nunca espera passar... A nossa prioridade é a Sabrina”, disse Paula que ainda brincou que está praticamente morando em um hospital, já que passa maior parte do tempo ao lado da irmã na Santa Casa.

“É um momento delicado também financeiramente para nossa família, pois mexeu com a estrutura de todo mundo, então nos intervalos do meu trabalho eu corro lá no hospital, presto uma assessoria para minha irmã quando precisa de algum medicamento, levo comida. Estamos seguindo firme na fé que vai dar tudo certo para ela”, completou Malcolm ao falar da família que tem se revezado em turnos para ficar ao lado da Sabrina, inclusive a mãe, a irmã e o marido da jovem deixaram seus empregos para ter a disponibilidade de permanecer os períodos no hospital.

De acordo com os familiares, Sabrina está em coma, ainda respira com a ajuda de aparelhos, mas tem apresentado sinais de esperança para todos, principalmente nos momentos em que faz a fisioterapia. “As fisioterapeutas fazem uma dor proposital em algumas partes do corpo dela, por exemplo, no peito e ela vai erguendo a mão até onde ela está sentindo a dor, como se ela fosse tentar tirar a mão da fisioterapeuta de lá, onde sente a dor. Nesses últimos cinco dias ela começou a apresentar movimentos do outro braço que antes ela não tinha, ela mexia só o direito e agora começou a mexer também o esquerdo”, contou a irmã que ainda ressaltou que as fisioterapeutas tem deixado Sabrina fora do respirador por algum tempo e na última sexta-feira (29), a paciente conseguiu respirar de maneira espontânea por aproximadamente 15 minutos.

Ouça:

A campanha

Com o objetivo de tirar Sabrina da Santa Casa, a família decidiu partir para os pedidos de doações para levantar dinheiro que possa manter a paciente em casa, mas para isso, são necessários vários cuidados.

De acordo com Paula, é necessário que a irmã volte para casa, pois quanto mais tempo em um ambiente hospitalar, maiores são as chances de contrair novas infecções, mas que ela já pode deixar o hospital. “Só estamos com um probleminha de oscilação da pressão que ela tem tido e estamos esperando estabilizar. A gente precisa levar ela para casa, quando tivermos a estrutura para isso... A gente não pode tirar do hospital, onde tem toda a estrutura que precisa para levar ela para casa sem ter o suporte para ela continuar bem”, explicou Paula.

Ainda segundo a irmã, pessoas já estão procurando para fazer doações de produtos que possam ser rifados e até uma enfermeira se disponibilizou em seu tempo vago colaborar com a família voluntariamente.

No entanto, eles estão longe de conseguir o objetivo e montar todo o esquema para manter Sabrina em casa, principalmente por conta dos profissionais da saúde, a jovem precisa fazer a fisioterapia todos os dias. “Para se ter ideia do custo de um quarto com todos os aparatos que ela precisa fica em torno de R$ 1,5 mil por dia”, completou o irmão.

Quem tiver interesse em ajudar a família com as doações podem acessar aqui então encontrar mais informações no perfil da irmã Paula Parizi, no Facebook.  

O acidente

Passava das 19h30 do dia 16 de outubro, quando em uma questão de segundos a vida da Sabrina e da família “virou de cabeça para baixo”. Após falar com a filha como em todos os dias, cerca de 10 minutos depois o telefone tocou novamente, mas dessa vez o nervosismo tomou conta e Paula foi que recebeu a notícia do acidente.

Sabrina estava em uma motocicleta Titan, quando foi atingida por um veículo Ágile, na rua General Osório, sentido ao Centro. Na ocasião segundo o apurado, o motorista, de 47 anos, não teria obedecido ao sinal de parada obrigatória.

Desde a notícia do quadro grave da irmã, Paula passou a conviver com todos os funcionários e até outros pacientes na Santa Casa e aproveitou para agradecer as enfermeiras e pessoas que tem enviado mensagens de apoio para que continuem buscando forças nesse momento de estrema dificuldade.

Bastante emocionados, os irmão aproveitaram também para falar sobre o que mudou desde o acidente. “Por mais que você seja uma pessoa mais tímida, fique na sua, mas pega raiva das pessoas por qualquer coisa, aprenda a dizer para todo mundo que você ama, mesmo que elas já saibam, fale para elas, porque você não sabe quando será a última vez que você vai poder dizer para a pessoa que você ama ela. Acho que amor e empatia são as duas palavras que quero deixar para todo mundo agora”,

Para o irmão Malcoln, respeitar o próximo principalmente no trânsito pode evitar que tragédias aconteçam e mude a rotina de outras famílias. “Esses dias que tenho ficado no hospital eu percebi que a maioria das pessoas que chegam ali são em decorrência disso. Sempre por conta de um erro de alguém e prejudica a vida de alguém que não tem nada a ver e que sempre lutou para fazer tudo correto na vida, e vem uma pessoa que por um descuido ou que está com algum problema e comete alguma coisa, como aconteceu com a minha irmã”.


Podcasts
01/12/2018
Tarado tenta abusar de estudante dentro de ônibus
29/11/2018
Bandidos furtam residência e levam até o cachorro da família
24/11/2018
Jovem ganha DVD e coletâneas em promoção da Imperador
23/11/2018
Dupla é presa por tráfico de drogas durante operação da Polícia Civil
22/11/2018
DIG identifica quadrilha mineira que praticava roubos em Franca