close

"Quase fui degolada", diz vendedora vítima de linha com cerol; Ouça!

Marcos de Paula 03/01/2019 10:41

O dia 2 de janeiro deste ano vai ficar marcado para sempre na memória da vendedora Daiane Vieira de 33 anos, moradora no Parque Progresso.

Foto: WhatsApp Pop Mundi

Ela teve o pescoço cortado por uma linha de pipa com cerol. A vítima transitava pela Avenida José da Silva quando, no semáforo do cruzamento com a Rua Irmãos Antunes, sentiu algo encostando em seu pescoço.

“Eu vi que o sinal ficou vermelho então eu pisei no freio. Se o semáforo não fecha eu tinha sido degolada. Eu nasci de novo porque o corte foi profundo, achei que iria morrer”, disse Daiane no leito do Hospital.

Confira a entrevista concedida ao repórter Marcos de Paula

Daiane Vieira permanece internada em observação e não corre risco de morte.


Podcasts
16/01/2019
Mulher morre após ataque de pit bull em Ituverava
16/01/2019
ONG Franca Viva está com inscrições abertas para cursos gratuitos
16/01/2019
Programa Primeira Etapa terá inscrições somente pela internet
16/01/2019
Franca unifica procedimentos e lança plano de combate a dengue
15/01/2019
Trio invade fonte na área central para nadar e acaba detido