close

MP autoriza suspensão de contratos de trabalho por 4 meses

Redação Pop Mundi 23/03/2020 07:46

Uma nova medida provisória foi editada e publicada em edição extra do Diário Oficial na noite deste domingo (22). O documento assinado pelo presidente Jair Bolsonaro permite a suspensão de contratos de trabalho por até quatro meses durante o período de calamidade pública.

O texto ainda precisa passar pela aprovação do Congresso Nacional para ter efeito imediato. O governo alega que a medida é uma forma de combater o coronavírus e evitar as demissões em massa.

Ainda de acordo com a MP, a suspensão do contrato terá a participação do patrão e do empregado. Veja quais são as principais regras da medida:

- O empregador não terá que pagar salário durante a suspensão, mas poderá conceder uma ajuda compensatória mensal com valor negociado entre as partes

- A suspensão dos contratos pode acontecer a qualquer momento sem acordo ou convenção coletiva

- Os acordos entre patrões e empregados estarão acima das leis trabalhistas durante a vigência da Medida Provisória

- Benefícios como plano de saúde devem ser mantidos.

Nos casos em que o programa de qualificação não for oferecido, não será considerada a suspensão do contrato, e o empregador será obrigado a fazer o pagamento de salário e encargos sociais e ficará sujeito a penalidades previstas na legislação.

A medida provisória também trata de normas para a realização de teletrabalho, o home office, e prevê que férias possam ser antecipadas no período de até 48 horas, desde que o trabalhador seja avisado. Para trabalhadores da área de saúde e serviços considerados essenciais, as férias podem ser suspensas.

Para ver o documento na íntegra clique aqui

 

 


Podcasts
30/03/2020
Exclusivo: Luis Carlos Vergara, Secretário de Saúde fala sobre combate ao Covid-19
24/03/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
23/03/2020
Franca Ajuda arrecada recursos para combate ao Covid-19
23/03/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
21/03/2020
Confira a Mensagem do Dia de hoje