close

Brasil tem alta de 11% no número de assassinatos mesmo com pandemia

Redação Pop Mundi 25/05/2020 05:38

O Brasil teve uma alta de 11% no número de assassinatos em março deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

De acordo com a ferramenta, houve 4.146 mortes violentas em março de 2020. No mesmo mês no ano passado, foram 3.729. O crescimento ocorre mesmo em meio à pandemia da Covid-19. Já considerando o trimestre, foram 11.908 vítimas de assassinatos neste ano contra 10.924 em 2019, uma diferença de 984 mortes.

METODOLOGIA: Monitor da Violência

A alta no início deste ano vai na contramão de 2019, que teve uma queda de 19% no número de assassinatos em todo o ano. O Brasil teve cerca de 41 mil vítimas de crimes violentos no ano passado, o menor número desde 2007, ano em que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública passou a coletar os dados.

O G1 já havia antecipado que um terço dos estados tinha apresentado alta nos assassinatos no último trimestre de 2019, o que acendeu o alerta para uma possível reversão da tendência de queda da violência no país, segundo os especialistas. A reversão foi confirmada no início deste ano.

Os dados apontam que:

o país teve 4.146 assassinatos em março de 2020

houve 417 mortes a mais na comparação com o mesmo mês de 2019, uma alta de 11%

já no trimestre, foram 11.908 crimes violentos, um crescimento de 9%

17 estados do país apresentaram alta de assassinatos no trimestre

10 registraram queda no período

O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Pandemia do coronavírus e isolamento

O mês de março foi o período em que a pandemia do coronavírus ganhou força no Brasil. A primeira morte foi registrada em 17 de março, em São Paulo.

Veja o andamento dos casos de coronavírus em todo o país

Foi também o mês em que vários estados começaram a aplicar medidas de fechamento de comércio e isolamento social. O Rio de Janeiro publicou um decreto com as medidas de restrição de circulação e funcionamento dos serviços no dia 17 de março. Já São Paulo adotou a quarentena a partir de 24 de março.

Fonte: G1


Podcasts
10/07/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
09/07/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
08/07/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
06/07/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
04/07/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje