close

Santos vence Defensa y Justicia de virada pela Libertadores

Redação Pop Mundi 21/10/2020 06:45

O Santos recebeu o Defensa y Justicia, na noite desta terça-feira (20), na Vila Belmiro, em Santos (SP), na despedida da fase de grupos da Libertadores. Mesmo saindo atrás do placar, o time alvinegro encontrou forças e, contando com entrada inspirada de Lucas Braga, conseguiu a virada de 2 a 1. 

Com o resultado, o Santos terminou a primeira fase invicto e deixam o Grupo G com 16 pontos - apenas o Palmeiras, que tem 13 e saldo de gols superior, pode fazer uma campanha geral superior à dos alvinegros. Os visitantes, por outro lado, ficaram com seis, na terceira colocação, e seguem para a Copa Sul-Americana, já que no outro jogo da chave, o Delfín anotou 1 a 0 no Olimpia e foi aos sete pontos, na segunda posição.

Na Vila Belmiro, as equipes desceram aos vestiários após 45 minutos empatando sem gols. No entanto, isso não significou uma partida ruim ou pouco movimentada. Pelo contrário. Ambos os times buscaram atacar, mas a equipe que começou controlando o ritmo e criando os primeiros bons momentos do duelo foi o Santos.

Logo aos três minutos, Arthur Gomes fez grande jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Kaio Jorge, que se antecipou à marcação e cutucou para fora. Depois, aos 11, Arthur Gomes aproveitou saída totalmente equivocada dos argentinos e ficou com a bola, livre, já dentro da área. A zaga se recompôs e desviou o chute para escanteio.

Depois, os visitantes equilibraram as ações e, aos 28, exigiram boa defesa de João Paulo em finalização de Hachen, que conduziu pelo meio e, sem marcação, arriscou da intermediária. Já aos 35, Braian Romero também conduziu a bola sem ser pressionado e bateu bonito, tirando do goleiro santista. A bola saiu tirando tinta da trave esquerda.

A etapa final, tal qual a inicial, também foi bastante movimentada. Aos cinco minutos, o Defensa y Justicia abriu o placar. Após jogada pela direita, Pizzini cruzou na medida para Braian Romero, que, fechando no segundo pau, se esticou no carrinho para balançar as redes.

O Santos conseguiu responder duas vezes na sequência - em ambas, com Kaio Jorge. Aos 11, Felipe Jonatan fez bom cruzamento para o atacante, que mesmo livre mandou para fora. Já aos 15, o centroavante foi novamente acionado, mas acabou furando e perdendo boa chance.

O confronto seguiu aberto, tanto que os argentinos quase encaminharam a vitória no lance seguinte. Aos 16, Isnaldo foi acionado quase na pequena área e finalizou firme, mas acabou mandando para fora, raspando o pé da trave direita. O Santos ainda criou outra boa chance aos 27. Solteldo puxou contra-ataque e cruzou para Kaio Jorge, que não conseguiu finalizar. Na sobra, Unsain deixou a baliza e travou Lucas Lourenço.

O empate finalmente saiu aos 32, com Lucas Braga, que entrara aos 11 minutos. Ele aproveitou cruzamento curto de Wagner Leonardo e marcou seu primeiro gol com a camisa santista. A virada saiu no finalzinho, aos 46, e também contou com colaboração de Lucas Braga. Ele puxou ótimo contra-ataque e encontrou Marcos Leonardo, livre, que só teve o trabalho de chapar para dentro das redes decretando a vitória santista por 2 a 1.

Informações da FPF

Foto: Ivan Storti/SantosFC

 
 
 

Podcasts
21/11/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
20/11/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
19/11/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
18/11/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje
17/11/2020
Padre Marcelo: ouça o programa de hoje