Movimento Contra o Aedes Aegypti vai atender Residencial 2000

Jaqueline Galgani

A Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria de Serviços Urbanos está atuando no bairro Residencial 2000, com o mutirão do Movimento Contra o Aedes. Os bairros a serem atendidos foram determinados de acordo com o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa)

Durante o mutirão, a equipe de endemias está acompanhada dos servidores braçais que recolhem os materiais das residências visitadas, bem como os que foram depositados nas ruas. Ao todo, a ação conta com dois caminhões e 120 agentes de combate às endemias que percorrerão o bairro, de segunda a sábado.

O mutirão tem como foco os recipientes primários, nos bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, que é transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus. Os recipientes primários são as calhas, vasos, ralos, sanitários, bebedouro de animais e frascos com plantas e foram apontados pelo LIRAa como os principais focos.

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) apontou que os bairros com maiores índices de infestação (3,60%) são: Vila João Pinheiro, Jardim Indianópolis, Jardim Triângulo, Vila Craide, Jardim Eldorado, Vila Arquelau, Morada do Sol, Conjunto Boa Vista, Vila Presidente Vargas, Vila Leandro, Vila Bela Vista, Vainice Andrade, Residencial Maria Alice, Cyrela Landscape I e Cyrela Landscape II, Nossa Senhora Aparecida, Costa Teles I, Silvério Cartafina e Orlando Costa Teles.